Clarissa Daneluz

Doutoranda em Ciências da Comunicação e Mestre pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), graduada em Publicidade e Propaganda (2007) pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Tem experiência como docente e coordenadora de projetos no ensino superior em Design e Comunicação. Integra o grupo de pesquisa Audiovisualidades e Tecnocultura: comunicação, memória e design (TCAv) do CNPq. Atua na pesquisa de imagem e tecnocultura com ênfase em experiências estéticas e processos de criação em mídias audiovisuais.

Como artista visual participou do projeto “(des)a_linha” (2007) – mostra coletiva (fotografias, videoarte e livro de artista) a partir de intervenções urbanas na cidade de Caxias do Sul (RS); e “Pequenas Crises” (2010) – mostra individual de desenhos e videoarte (ambos financiados pela Prefeitura Municipal de Caxias do Sul via edital FunProcultura). Em 2015 executou o projeto Guerra Sensorial, série fotográfica realizada em Manchester (UK) para o projeto que compõe o livro “Guerra Sensorial: Música Pop e Cultura Underground em Manchester” (2016) do pesquisador Fabrício Silveira (UNISINOS) com quem divide autoria da publicação “Carnaval em Bogotá” (2016), livro de artista pela editora Azulejo Arte Impressa (PoA/RS). Ainda em 2016 concluiu a narrativa fotográfica “Pedra Doce sobre Água Negra” editado pela BEIRA MOVIDA Editorial (no prelo) Porto Alegre, RS. Atualmente mantém um exercício com autorretratos fotográficos e procedimentos de desfiguração gravados em vídeo como parte do estudo.  A obra de Clarissa Daneluz contribui para repensar a fotografia analógica na contemporaneidade através dos estímulos ruidosos e fantasmáticos resultantes de múltiplas exposições no mesmo quadro fotográfico.

Obras do Artista