Imagem da obra Glauco Rodrigues _ Bio e fichas técnicas

Glauco Rodrigues _ Bio e fichas técnicas

GLAUCO RODRIGUES

Bagé, RS | 1929

Rio de Janeiro, RJ | 2004

 

Glauco Otávio Castilhos Rodrigues nasce em Bagé, RS, em 1929. Inicia sua carreira na arte como autodidata em 1945. Já em 1949, com uma bolsa de estudos da Prefeitura da cidade, estuda por três anos na Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro.

Em 1951 funda o Clube de Gravura de Bagé, junto com os artistas Glênio Biachetti e Danúbio Gonçalves. Nesse período muda-se para Porto Alegre e participa do Clube de Gravura de Porto Alegre.

Em 1958, vai morar no Rio de Janeiro e integra a primeira equipe da revista Senhor. Reside em Roma entre 1962 e 1965 e ao retornar ao Brasil, participa de importantes exposições, como Opinião 66, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. No final da década de 1950, sua produção se aproxima da abstração. Volta à figuração no início dos anos 1960, e produz obras sob o impacto da arte pop, tratando, com humor, de temas nacionais como a imagem do índio, o carnaval, o futebol, a natureza tropical e a história do Brasil, que inspiram séries como Terra Brasilis, 1970, Carta de Pero Vaz de Caminha, 1971, No País do Carnaval, 1982 ou Sete Vícios Capitais, 1985.

Na década de 1980, recebe o Prêmio Golfinho de Ouro Artes Plásticas do Governo do Estado do Rio de Janeiro e publica o livro Glauco Rodrigues, que reúne toda sua obra. Em 1999, recebe o Prêmio Ministério da Cultura Candido Portinari - Artes Plásticas. O pintor, desenhista, gravador, ilustrador e cenógrafo Glauco Rodrigues falece em 2004, no Rio de Janeiro.

 

Fonte: Itaú Cultural. Disponível em: < Fonte: Itaú Cultural. Disponível em: . Acesso em 25 mar. 2020.

 

  • Técnica: Expografia

  • Dimensão: 29 x 21 cm
  • Moldura: não
  • Cor Predominante: cinza
  • Preço: Sob consulta

Outras do Artista